HSJ promove seminário sobre anticapacitismo e inclusão no ambiente hospitalar no próximo dia 14 de junho

5 de junho de 2024 - 15:53

Assessoria de Comunicação do HSJ
Texto: Bárbara Danthéias
Fotos: Marketing/Sesa

O Hospital São José (HSJ) promove, no próximo dia 14 de junho, das 8h às 17h, no Auditório Dom Antônio de Almeida Lustosa, o seminário “Anticapacitismo em foco: promovendo a inclusão no ambiente hospitalar”, em alusão ao Dia do Assistente Social, celebrado anualmente em 15 de maio. De iniciativa da equipe do Serviço Social do HSJ, o evento tem como objetivo sensibilizar todas as categorias profissionais da assistência à saúde para a compreensão do anticapacitismo, voltado tanto para a relação com os colegas trabalhadores da saúde quanto para o atendimento aos pacientes.

A gerente do Serviço Social do HSJ, Elisabeth Amaral, destaca que o tema do evento foi proposto pelo Conselho Federal de Serviço Social para todos os conselhos regionais do Brasil. No Hospital São José, segundo a gestora, há pacientes com deficiências decorrentes de doenças infecciosas, o que torna a discussão sobre anticapacitismo ainda mais relevante para os profissionais da unidade.

“O paciente com HIV/Aids acometido pela doença oportunista neurotoxoplasmose, por exemplo, pode ter uma série de sequelas motoras e intelectuais, além de perda da visão e audição. Sendo um hospital de doenças infecciosas que trata de uma pessoa nessa condição, devemos nos voltar para essa questão na perspectiva do que o município e o Estado podem oferecer de recursos e, ainda, de quais serviços cuidam dessa população, até para encaminhar esses pacientes, se for o caso”, pontua.

O assistente social Marcos Rodrigues, da Biblioteca Pública do Estado do Ceará, é um dos palestrantes confirmados para o seminário. Em sua apresentação, o convidado vai introduzir o tema do anticapacitismo e promover o letramento na área da pessoa com deficiência (PcD), abordando as expressões em desuso e os termos que devem ser utilizados atualmente.

Durante a tarde, haverá ainda oficina para construção de propostas anticapacitistas no HSJ. “A ideia é construir propostas tanto do ponto de vista estrutural como atitudinal, a fim de diminuir as barreiras físicas e atitudinais que impedem a inclusão da pessoa com deficiência no ambiente hospitalar”, explica Amaral.

O evento também vai contar com a participação de Idalicia Estrela, da Coordenadoria das Políticas Públicas para Pessoa com Deficiência, vinculada à Secretaria Estadual dos Direitos Humanos (Sedih); Mariana Oliveira Rego, presidente do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência, e Érika Nobre, da Célula de Atenção à Pessoa com Deficiência e outras Necessidades Essenciais (Cedef) da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).